literacia para a saúde

Literacia para a saúde (LS) é um campo de investigação recente que se desenvolve mais acentuadamente na primeira década deste milénio. Os seus objectivos passam também por combater as disparidades existentes em saúde na actualidade. Pessoas com baixo nível de literacia e com doenças crónicas são menos capazes de cuidar de si, fazendo mais uso dos serviços de saúde(1,2). Economistas em saúde estimam que a baixa LS possa custar ao sistema de saúde dos EUA 73 biliões de dólares, por ano(3) e ao sistema de saúde suíço 1.5 biliões de francos suíços por ano(4). Neste sentido é relevante discutir em Portugal de que modo se adequam os modelos de avaliação / medição / promoção da LS, e, que impacto se pode registar fruto desta proposta.
Este portal destina-se aos investigadores e profissionais que necessitam de instrumentos para estabelecer critérios e prioridades no campo da sua intervenção em saúde, nomeadamente na educação para a saúde. Dada a relevância transversal do tema (focando a literacia para a saúde), implicar fortemente a problemática das disparidades em saúde, investigadores e profissionais oriundos de vários contextos (e.g. saúde, educação, políticas de saúde, autarquias e poder local) ou áreas específicas do conhecimento (e.g. gerontologia, psicologia, sociologia, enfermagem, medicina) poderão assim contribuir de modo aprofundado para a discussão da promoção da LS no contexto português.
Este portal tem como objectivo colocar Portugal no conjunto de países que investigam do tema da literacia para a saúde (LS) criando um espaço (networking) aglutinador do esforço de criação de conhecimento neste âmbito.

Atenção particular será dada à perspectiva europeia e suas propostas no campo da LS (o Estudo Europeu de Literacia para a Saúde  – Health Literacy Scale – HLS-EU) na sua vertente portuguesa (HLS-EU-PT). Pretende-se assim fomentar uma agenda que discuta a implicação da LS em diferentes settings e sectores (e.g. promoção e políticas de saúde, educação, trabalho) a partir de outros modelos de compreensão da saúde, nomeadamente, a salutogénese(5) e a sua operacionalização construída com o sentido de coerência.
Pretende-se:
– criar uma plataforma de investigação sobre literacia para a saúde (LS), estabelecendo um processo de desenvolvimento colaborativo de uma agenda da promoção da saúde e políticas públicas.
– discutir e consensualizar propostas no campo da avaliação da LS, nomeadamente reflectindo nos contributos dos instrumentos comumente utilizados para esse fim
– discutir a validação cultural portuguesa do questionário europeu de avaliação da literacia para a saúde (HLS-EU-PT).

©luis saboga nunes . Renasceres® . in renasceres.net . saboga.nunes [resident] gmail.com